Arquivo da categoria ‘SEO’

Bem pessoal, como estou trabalhando como profissional de marketing de relacionamento e de tecnologia, nestes dias eu estava pensando sobre como promover um sistema de votação inteligente. Por quê?

Em liderança, aprendi que o líder é necessário, se principalmente este indivíduo entender do assunto, seja teoricamente ou através de experiências passadas. (É claro que existe a questão de integração social). Mas quem dirá que ele é o melhor?

Vamos supor a seguinte situação: Surgiu um grande problema que envolve 100 pessoas, sendo delas, 10 especialistas e 20 generalistas, sendo que sobraram 70 indivíduos sem qualquer conhecimento na área. Este grupo se baseia na democracia por valorizar questões como a liberdade de expressão. Então o grupo elege um líder para solucionar o problema… Agora eu pergunto… Quais foram as razões para a escolha desse líder? Será que foi a empatia, conhecimento técnico isolado que fez com que subisse ao poder, os dois ou através de outros meios? Com que efeito a voz dos especialistas e dos generalistas influenciaram na decisão final?

Você já parou para pensar sobre o que aconteceria se somente os 70 indivíduos tivessem poder de votação? (Imagine se estes fossem manipulados, por falta de conhecimento, a pensarem somente em si) Porque dar o mesmo poder de voto para um especialista (que estudou, errou e aprendeu) para alguém que nada conhece a respeito de um determinado assunto? Agora a última pergunta: Porque não confiar a nossos “irmãos” brasileiros e em nossos filhos o poder de através de suas especialidades fazer um país melhor?

A idéia é essa… Não tirar o poder dos leigos, mas confiar mais poder aos sábios para que a democracia além de possibilitar a mesma liberdade que hoje nos possibilita, também oferecer melhor eficácia no desenvolvimento de um país ou de uma comunidade.

Realmente é um sistema complexo, porque são muitas questões que precisarão ser levantadas, mas não tenho dúvidas que através da tecnologia essa solução irá possibilitar que as nossas decisões como cidadãos melhore, assim como o nosso país.

Como hoje o nosso sistema de votação é eletrônico… Bem… Porque não torná-lo inteligente?

Além de pensar em nosso país, imagine sistemas como esse implantados em empresas e comunidades(virtuais e reais)!

Esse é um pensamentos meu… se quizer colaborar, fique à vontade.

Ahh… só um detalhe: Coloquei como Democracia 3.0 como alusão à Web 3.0, a web semântica (e mais inteligente).

Esta é uma questão que tem ficado na mente dos empresários ou profissionais de marketing que decidem começar a investir no Google. Não é de surpreender que às vezes exista uma troca do que significa ou sobre como ficar na primeira posição do Google.

Atualmente existem duas formas de se conseguir a primeira posição. A chamada “Links Patrocinados” ou “Resultado Orgânico”.

Links patrocinados

Em links patrocinados nem sempre é o melhor ficar na primeira posição. Como é uma forma paga (no formato leilão + qualidade do anúncio), às vezes compensa mais ficar na terceira posição, por exemplo, pagando R$ 0,20 centavos por clique do que pagar R$ 0,40 centavos por clique para ficar na primeira posição, isto é, vale o dobro de oportunidades ficar na terceira posição em relação a primeira posição. É claro que existem outros fatores a serem colocados em pauta, como a conversão e CTR, por exemplo, mas a grande questão é que se a empresa somente focar a primeira posição, muitas das vezes ela poderá estar perdendo ótimas oportunidades de vendas. A maneira mais certa é ir testando para encontrar a fórmula para o sucesso do produto e das vendas. Esta modalidade é muito utilizada para ações que visam o resultado a curto prazo.

Resultado Orgânico

Esta é a forma “gratuita”, onde a empresa não precisa pagar para o Google para ficar na primeira posição, mas é necessário a criação de projetos de marketing e de otimização do site para que este possa ser mais relevante para o mecanismo de busca. A primeira posição nesta forma é responsável por cerca de 70% das buscas totais de uma determinada palavra-chave, isto quer dizer que diferente de links patrocinados, ficar na primeira posição em uma determinada palavra-chave interessante à empresa é sempre ótimo! Desde que o investimento para que isso ocorra não ultrapasse o lucro que a empresa terá com este projeto. Com um bom planejamento o resultado através desta modalidade pode surpreender a médio e longo prazo.

Análise estratégica de SEO

Publicado: janeiro 10, 2010 em Marketing, SEO

Não sabe o que é SEO? Veja aqui.

Tenho visto que diversas empresas ainda não compreenderam sobre a necessidade de uma análise estratégica de uma campanha de SEO.

Geralmente quando elas chegam e dizem “Rodrigo, quero obter a primeira posição com a palavra X”, não fizeram uma análise de oferta e demanda que cada palavra relacionada ao seu produto tem, isto é, cada palavra-chave específica tem a sua concorrência como também a quantidade de buscas feitas em um determinado período. Lembro que um produto ou uma categoria podem ter diversas palavras-chaves.

Rodrigo, e no que isso influencia?

Isto influencia diretamente no Retorno Sobre o Investimento e no tempo que este se dará. Quanto maior a concorrência mais esforços e investimentos precisarão ser feitos para obter uma quantidade determinada de acessos. Se essa análise não for feita, você ou a sua empresa provavelmente irá tomar decisões precipitadas que poderão levar à perda de oportunidades ou capital que poderia ser destinado a outros projetos.

O que preciso fazer?

  1. Encontre todas as possíveis palavras-chaves que os usuários utilizam para encontrar o seu produto ou categoria.
  2. Levante a demanda (buscas) que cada palavra-chave tem em relação aos buscadores.  Uma dica: https://adwords.google.com/select/KeywordToolExternal. Não se esqueça que esta é somente a ferramenta do Google.
  3. Levante a concorrência que cada palavra-chave tem em relação aos buscadores. Você irá conseguir fazendo buscas e coletando a quantidade de “Resultado da busca”.
  4. Depois faça uma análise sobre quais palavras-chaves oferecem uma menor concorrência com uma maior demanda de buscas pelos usuários. Calcule que o tráfego obtido na primeira posição de qualquer palavra-chave fique em torno de 70%. Isto é, se a demanda for 100.000 por mês provavelmente você terá 70.000.
  5. Agora com essas informações, faça especulações sobre o quanto você ganhará se conquistar o tráfego daquela palavra-chave. Por exemplo: Se 70.000 internautas acessarem a minha loja virtual provavelmente 1.000 fecharão pedidos de R$ 250,00, no que resultará em um total de R$ 250.000. Se foi preciso investir, por exemplo R$ 50.000,00 para conseguir a posição que desejo, o meu ROI (Retorno sobre Investimento) foi de 1 para 5. Interessante, não? Mas Atenção! Tome cuidado para coletar as informações certas para chegar a especulações como esta.

Após isto escolha as suas palavras-chaves e não se esqueça… Foco! Não mude para outras palavras-chaves enquanto não conquistar as palavras-chaves que você definiu. Escolha poucas e boas, depois conquiste outras.

O que é SEO?

Publicado: janeiro 10, 2010 em Marketing, SEO

A definição de SEO é “Search Engine Optimization”, isto é, otimização em mecanismos de buscas. Alguns utilizam o termo “Otimização de Sites” para SEO, mas a meu ver o termo “Otimização de site” vai além do que posicionar o site no Google, Bing ou qualquer outro mecanismo de busca como o Google, Bing ou Yahoo. Existem outros meios para se otimizar um site como a criação de novas funcionalidades, alterações na arquitetura da informação, programação, administrativo e inclusive no design.

O objetivo de um projeto de SEO está em otimizar o seu site para que possa estar melhor posicionado nos principais mecanismo de buscas através de boas práticas.

Rodrigo, mas quais são essas “Boas Práticas”?

Posso dizer que estas “Boas Práticas” podem ser separadas em 3 pilares, das quais são: Arquitetura, Conteúdo e Reputação. A conquista da posição de uma palavra-chave é baseada em uma soma de valores nestes três pilares, quando mais valor, melhor. Lembro que o que falarei são “rascunhos” somente para dar uma idéia sobre como funciona.

Arquitetura

É responsável por categorizar o seu conteúdo afim de que seja fácil de ser localizado e inclusive de se fazer um determinado conteúdo “Priorizado” através de relações internas. Esta área é bem entendida pelo pessoal de Arquitetura da Informação.

Conteúdo

Qual biblioteca “aparentemente” é mais importante? A que tem menos ou mais livros? A quantidade de páginas que o seu site tem em relação à palavra-chave também conta. Mas atenção! Nem sempre o que os usuários vêem os robôs também podem ver! Por isto saiba escrever o conteúdo de forma que estes dois “públicos” possam ler as suas páginas. Evite sites em flash e invista em sites em HTML com utilização de padrões W3C. Esta área é entendida por WebWriters e por profissionais que dominam o HTML.

Reputação

Imagine o seguinte: Você está em uma biblioteca onde não existem rótulos nas prateleiras, só existem livros que você nunca conheceu e não existe nada no mundo que fale a respeito da importância que existe entre eles e a sua missão é: Encontrar os livros mais importantes desta biblioteca. O que fazer então? Ler cada um para ver sobre quais são os livros com maior quantidade de referências. Resumindo, é isso que o Google faz também. Para conseguir pontos neste pilar será necessário um plano para que o seu site torne-se referência na web. Esta área é entendida por profissionais de marketing, blogueiros e por pessoas que saibam como conseguir links de outros sites importantes.