Arquivo da categoria ‘Uncategorized’

Magia e Tecnologia

Publicado: maio 23, 2016 em Uncategorized

A realidade como vemos hoje nada mais é do que uma ilusão que persiste ser considerada como real na mente daqueles que amam a ignorância e insensatez… Quando assumirmos que nossos sentidos são limitados e que nossa interpretação da realidade é superficial, teremos dado nosso primeiro passo ao que nós chamamos de magia, poder dos heróis, deuses e até de milagres, mas que chamaremos de tecnologia, pois o que sentimos hoje é apenas uma fração do que seremos capazes de sentir; seremos capazes de ver o calor sem nenhum dispositivo, ver aromas, sinais wifi (se ainda existirem), doenças, ouvir radiação e etc. O futuro seria perfeito, se fossemos capazes de sustentá-lo.

Juízo de Valor

Publicado: maio 21, 2016 em Poder, Uncategorized

Não julgue o valor de uma ideia ou de alguém que você não compreende, pois ao fazê-lo, estará assumindo o rótulo de tolo ou ignorante, desprezando algo que possa ser valioso ou valorizando algo que possa ser prejudicial.

Julgue o valor apenas depois da observação, reflexão e do diálogo… E se mesmo assim errar… Sinal de que tem muito a aprender.

O poder do conhecimento

Publicado: maio 1, 2016 em Uncategorized

“Conhecer o que todos sabem é poder, assim como detém poder os poucos que dominam um assunto. Mas o grande tesouro do poder da ciência não está no saber geral ou no domínio de qualquer assunto, mas onde o saber é mais relevante; aí reside o verdadeiro poder do conhecimento: saber o que pode causar maiores resultados. Onde mesmo sabendo que mais se ignora do que se sabe, detém maior poder. Esta é a razão de muitos intelectuais não serem poderosos e muitos poderosos não serem intelectuais… O poder do conhecimento é relativo à sua relevância. Infelizmente muitos ao buscar o poder, ignoram essa premissa buscando qualquer conhecimento.”

Do meu estudo, A Teoria da Relatividade e Evolução do Poder

Forças, Fraquezas e Boatos

Publicado: abril 27, 2016 em Poder, Uncategorized

“Forças e fraquezas, boatos e elogios são questões relativas à forma como o sujeito às encara, não como as pessoas veem. Para um estrategista, forças são usadas de forma sagaz, a seus momentos e com suas medidas. Uma fraqueza ou boato pode servir como uma cortina de fumaça, onde sabendo o momento e a localização da ofensiva, pode surpreender a quem quiser; com exceção dos mais sagazes.

Do outro lado, qualquer uma destas questões são motivos de tropeço, pois ao não saber o que é relevante, nem o momento e tão pouco o local, o principal adversário será o próprio sujeito; suas forças o cegarão, suas fraquezas serão apenas oportunidades para os adversários, boatos o sufocarão e elogios o deixarão manipulável.”

Do meu estudo, A Teoria da Relatividade e Evolução do Poder

“Ser estimado, superestimado ou subestimado são resultados de nossas posturas e demonstrações; para dominar tais resultados é necessário primeiro compreender como as pessoas pensam, no que pensam para saber o que esperam, como esperam, no que não esperam, no que sabem e no que ignoram. Cada posição gera vantagens e desvantagens importantes de serem estudadas, para depois dominadas.

Para possibilidades comuns, seja estimado. Para ser evitado, seja superestimado. Para surpreender, seja subestimado. O que importa é o poder que será gerado através do espaço-tempo.”

Do meu estudo A Teoria da Relatividade e Evolução do Poder

A Estratégia e a Magia

Publicado: abril 13, 2016 em Uncategorized

Estive analisando algumas “mágicas” e percebo o quanto os mágicos, ou ilusionistas, e estrategistas têm em comum. Ambos buscam o efeito surpresa, estimulando os espectadores a não se concentrarem ao que é relevante e depois apresentam elementos que foram ignorados, como se nunca estiveram no palco. O verdadeiro plano sempre é encoberto, enquanto passes são apenas meios de dissimulação para preparar o público para a revelação. O grande mágico é um estrategista, e o grande estrategista deve saber fazer mágica.

Analisar o passado nos ajuda a obter ciência através da reflexão para não cometermos os mesmos erros e aprender com os acertos próprios e alheios. O futuro nos dá inspiração, nos permitindo evoluir em uma direção relevante ao poder. O presente, nos dá a possibilidade de realização mediante a dedicação.

Restringir o viver apenas no passado, no presente ou no futuro limita nosso potencial. Viver sinergicamente todas estas perspectivas nos permite ir muito além do que aqueles que estão presos em apenas uma ou duas perspectivas do tempo. Viver o todo, dominando a relatividade do poder, é transcender as especulações, probabilidades e hipóteses, rompendo as correntes do passado, direcionando o presente.

Realidade Vs Espaço-Tempo

Publicado: abril 6, 2016 em Uncategorized

Se o tempo e o espaço são questões infinitas interpretadas pelos nossos sentidos e pelo nosso intelecto, a realidade nada mais é que uma ideia que persiste até a nossa próxima evolução. Logo, quando evoluímos, toda a forma como lidamos com o tempo e espaço muda, pois a nossa percepção da realidade não é mais a mesma. Em breve, graças à tecnologia e aos novos conhecimentos, toda nossa percepção da realidade irá mudar drasticamente, começando pela manipulação do espaço, depois, na percepção do próprio tempo.

Pessoas Comuns

Publicado: abril 6, 2016 em Uncategorized

Pessoas comuns julgam de maneira comum e buscam coisas comuns, porque é isso que querem ser para serem aceitas. Por se tornarem tão previsíveis, se tornam sem graça, entediantes em uma perspectiva mais aprofundada. Com tantas possibilidades de tornarem a vida interessante e original, de pensarem em questões e ideias que nos tornem melhores pessoas, sofrem de tédio. Buscam a beleza, sem se questionarem sobre o que é belo.

Isso é mais do que uma mera arrogância. É um clamor à originalidade. Questionem. Questionem-se. Adaptem-se.

O ambiente e o espaço

Publicado: fevereiro 27, 2016 em Poder, Uncategorized

O ambiente é fruto das leis mentais, assim como o espaço é das leis físicas. A realidade nada mais é do que a combinação destes dois fatores… Realidade que muda constantemente de acordo com a evolução da proficiência de cada ser vivo…

Consequentemente seres menos evoluídos assim como os mais evoluídos não verão a realidade da mesma forma que os intermediários observam. A evolução cria um lapso na realidade, que acaba por interferir em toda a forma com este ser lida com espaço, pois vê o ambiente de maneira distinta dos demais. Então toda a forma de se obter experiência muda, pois a realidade é relativa à evolução, mesmo que o espaço seja o mesmo.